Saúde: Gestores aprovam novos serviços no Norte de Minas

Plano de Ação Regional prevê abertura de 158 leitos de
UTI adultos e pediátricos e terapia intensiva coronariana

Na última reunião do ano realizada nesta sexta-feira, 3, em Januária, a Comissão Intergestores Bipartite do Sistema Único de Saúde – (CIB-SUS) aprovou a revisão do Plano de Ação Regional – (PAR) da Rede de Urgência e Emergência da macrorregião do Norte de Minas. Com a revisão do PAR que, também já havia sido aprovada pelo Comitê da Rede de Urgência e Emergência, a partir de 2022 os municípios poderão solicitar ao Ministério da Saúde a habilitação de vários novos serviços, entre eles a implantação dos primeiros oito leitos de terapia intensiva coronariana.
A revisão do Plano de ação Regional envolveu a participação das Coordenadorias de Atenção à Saúde da Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros – (SRS); das Gerências Regionais de Saúde – (GRS) de Januária e Pirapora; dirigentes de instituições prestadoras de serviços hospitalares; gestores municipais de saúde e representantes do Conselho de Secretarias de Saúde de Minas Gerais – (Cosems).
Denilson Paranhos Costa, referência técnica da Coordenadoria de Atenção à Saúde da SRS de Montes Claros explica que “diante das necessidades da região e das estruturas e serviços de saúde atualmente existentes, o Plano precisa ser revisado periodicamente”. Em 2012 o Norte de Minas foi a primeira macrorregião do Estado que elaborou um Plano de Ação Regional, contemplando 86 municípios.
Ainda neste mês a Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais – (SES-MG) submeterá a revisão do Plano à aprovação da CIB-SUS Estadual. Sendo mantida a aprovação, a SES-MG publicará Resolução através da qual, a partir de 2022, os municípios poderão solicitar ao Ministério da Saúde a habilitação de novos serviços.
A superintendente regional de saúde de Montes Claros, Dhyeime Thauanne Pereira Marques entende que “a união de esforços dos municípios e dos prestadores de serviços com as unidades regionais da SES-MG, incluindo as de Januária e Pirapora, abrem novas perspectivas para que o Norte de Minas amplie a rede de serviços de saúde o que, consequentemente, beneficiará todos os segmentos da população”.
Presente à reunião da CIB-SUS, o subsecretário de Gestão Regional da SES-MG, Darlan Venâncio Thomaz Pereira observou que “nos últimos anos, da parte do Governo de Minas todo o esforço tem sido feito para retomar a credibilidade, sobretudo o resgate histórico de Estado bom pagador. Esperamos que o resultado seja o reconhecimento de que Minas Gerais têm viabilizado a implementação das políticas públicas mais importantes nos mais diversos setores, entre eles o da saúde”.
AVANÇOS
O coordenador de atenção à saúde da SRS de Montes Claros, João Alves Pereira explica que um dos principais avanços que a macrorregião de saúde do Norte de Minas poderá ter a partir de 2022 é a expansão de leitos de Unidade de Terapia Intensiva – (UTI). A região saltará dos atuais 115 leitos para a instalação de mais 140 acomodações de UTI até 2014.
Os hospitais que já em 2022 estão prevendo a abertura de novos leitos de UTI são: Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro (30 leitos); Hospital Regional de Janaúba (20); Hospital Municipal Senhora Santana, de Brasília de Minas; Santa Casa de Montes Claros; Hospital Municipal Dr. Oswaldo Prediliano Santana, de Salinas; Hospital Municipal Dr. Moisés Magalhães Freire, de Pirapora; e o Hospital Santo Antônio, de Taiobeiras (10 leitos em cada instituição).
Para 2023 há previsão de abertura dos primeiros dez leitos de UTI no Hospital Municipal Dr. Gil Alves, de Bocaiúva, e mais dez leitos na Santa Casa de Montes Claros. Já para 2024 o Plano de Ação Regional prevê a abertura dos primeiros dez leitos de UTI na Santa Casa de Porteirinha.
UTI CORONARIANA
A partir de 2022 o Plano de Ação Regional prevê que o Norte de Minas poderá passar a ter os primeiros oito leitos de Unidade de Terapia Intensiva Coronariana – (UCO).  A previsão é de que quatro leitos sejam instalados no Hospital Aroldo Tourinho. Outros dois leitos poderão ser habilitados no Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro e dois no Hospital Dilson Godinho.
As UCO constituem serviços destinados ao cuidado de pacientes com síndrome coronariana aguda. Devem ser instaladas em instituições que disponham de infraestrutura e recursos físicos de terapia intensiva, mas que tenham profissionais capacitados nesta especialidade.
PEDIATRIA
O novo Plano de Ação Regional também contempla a expansão das unidades de terapia intensiva pediátricas. Atualmente a região conta com quatro leitos de UTI pediátrica e a proposta é que, em 2022, sejam solicitadas 18 novas habilitações: dez para o Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro da Silveira e oito para a Santa Casa de Montes Claros.
LEITOS CLÍNICOS
O PAR também prevê a expansão de leitos clínicos, saltando das atuais 358 unidades para a abertura de 133 novas acomodações.
A previsão é de que, em 2022, os municípios poderão solicitar a habilitação de 28 novos leitos clínicos no Hospital Dilson Godinho, em Montes Claros; 23 no Hospital Regional de Janaúba; 12 no Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro, e cinco no Hospital Santo Antônio, de Taiobeiras.
Para 2023 há previsão de abertura de mais 20 leitos clínicos no Hospital Dr. Mário Ribeiro e cinco no Hospital Santo Antônio. Já o Hospital Universitário Clemente de Faria – (HUCF) prevê a abertura de 40 novos leitos clínicos, sendo 20 em 2023 e o restante em 2024.
CUIDADOS PROLONGADOS
Outro importante avanço que a macrorregião de saúde do Norte de Minas poderá ter a partir de 2022 é a habilitação de 210 leitos de cuidados prolongados. Estão relacionados para a prestação desse serviço 14 municípios: Januária, São Francisco, Bocaiúva; Porteirinha; São João do Paraíso; Buritizeiro; Urucuia; Rio Pardo de Minas; Itacarambi; Montes Claros; Monte azul; Montalvânia; Espinosa e Mirabela.
Os leitos de cuidados prolongados são organizados como serviços de retaguarda, tanto para a rede de urgência e emergência quanto para as demais redes temáticas de atenção à saúde.
REDE AVC
Contando atualmente com 20 leitos instalados na Santa Casa de Montes Claros, o atendimento de pacientes acometidos por Acidente Vascular Cerebral – (AVC) poderá ser contemplada, a partir de 2022, com a instalação de novos serviços.
O Plano de Ação Regional prevê que 53 novos leitos poderão ser habilitados em oito hospitais do Norte de Minas. São eles: Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro, Hospital Aroldo Tourinho e o Hospital Regional de Janaúba (10 leitos em cada instituição); Hospital Santo Antônio de Taiobeiras, Hospital Regional de Janaúba e Hospital Municipal Senhora Santana, de Brasília de Minas (cinco leitos em cada instituição).
Para o Hospital Municipal Dr. Moisés Magalhães Freire, de Pirapora, há previsão de instalação de três leitos para atendimento de pacientes acometidos por AVC.

Texto: SES

Comentários

Mais do Educadora FM