Sebrae Minas promove consultoria individual na Fundação Fé e Alegria

A Fundação Fé e Alegria/Montes Claros, em parceira com o Sebrae / Minas, promoveu nos dias 23 e 26 do mês de novembro, de 2021 , uma Consultoria de Gestão de Negócios dedicada às mulheres que realizam o Curso de Confecção de Peças Íntimas, na unidade.
De acordo com a Educadora Social, Araceli Oliveira, cerca de 26 mulheres tiveram a oportunidade tirar as suas dúvidas sobre a formação de seu negócio.  “-  A parceria com o Sebrae/ Minas foi de  extrema importância, porque é uma empresa de referência de empreendedorismo no Brasil,  e quando trabalhamos com as mulheres numa qualificação na visão empreendedora, para que elas possam  montar o seu próprio negócio é fundamental este suporte e assessoria com uma equipe especializada”- pontou.
O Sebrae/Minas veio para contribuir desde o início da pandemia, na formação com as mulheres incentivando-as para elas possam se sentir como “mulher empreendedora”, com a capacidade para ter o próprio negócio e  realizar o seu sonho. “– É uma forma de fortalecer o trabalho que Fundação Fé e Alegria já desenvolve na unidade, com o propósito  de abertura de novas oportunidades para estas alunas que estão ingressando o seu  negócio”, – acrescentou.
Para a educadora, mais do que a consultoria desenvolvida de forma individual com estas mulheres foi identificar ao longo do ano o processo de transformação de cada uma delas . “ – Muitas chegaram aqui desmotivadas, achavam que não iam conseguir, e sempre  com aquele pensamento negativo , mas  a cada conquista e momento dentro e fora  da unidade foi possível identificar uma nova perspectiva de futuro.
A Fundação Fé e Alegria tem este objetivo de despertar os sonhos que estão dentro dos assistidos pela unidade,  e é com este auxilio diário que se conseguem enxergar que é possível alcançar os seus objetivos.  – “Diante do acompanhamento realizado ao longo deste ano, percebi  possível perceber que o sonho delas estavam  mais aflorados e sendo realizados, pois muitas se formalizaram como Mei – Micro Empreendedora Individual, unindo o trabalho dentro de casa, para geração de renda e autonomia financeira”, afirmou.
Para Araceli, é uma superação diária e uma sensação de dever cumprido fazer parte deste processo. – “ Eu sei que sou só uma sementinha de contribuição, pois caminhamos juntos , por meio das aulas práticas, das formações e toda equipe  técnica em prol de uma transformação da vida destas mulheres”.
Este tem sido o desejo da Sônia Toledo,  de 54 anos, que há cinco anos se transformou em Micro Empreendedora Individual- Mei. Para ela, as  formações e as assistências técnicas recebidas pela Fundação Fé e Alegria, fizeram  toda a diferença no desenvolvimento do seu negócio. “ Tudo que se faz de forma profissional você precisa de um suporte, porque até tentamos caminhar sozinha, mas quando se tem um apoio com pessoas especializadas a chance de seu negócio alavancar e muito maior.  A quase dois anos eu trabalho somente com costura e estou investindo , na compra da máquina e etiqueta. Me vejo daqui alguns anos como uma profissional realizada, e isso que estou plantando agora eu quero colher lá na frente, e que seja  com bons frutos”, relatou. 

Segundo o assistente do Sebrae/ Minas, Felipe Batista Moura, fazer com que estas mulheres assistidas pela unidade possam alavancar os seus negócios de forma segura e constante é o princípio da consultoria individual. “Inicialmente batemos um papo com cada uma das assistidas da Fundação Fé e Alegria, para conhecer um pouco da sobre a sua gestão de negócios, e partir daí traçamos um plano de esclarecimentos das principais dúvidas, de  como elas podem utilizar o uso das redes sociais, como fazer a divulgação do seu negócio e a formalização através do Mei. Este auxílio será continuo, com o compartilhamento de outros  materiais didáticos do Sebrae”- explicou.
De acordo com Moura, entender o que é o mercado, o que eu quero fazer, como modelar o meu negócio, para quem quero vender. Gerir, precificar, são ferramentas básicas para conseguir administra e fazer crescer não somente o seu negócio, mas a economia local.
Sanária Pereira Alves, que também faz parte do curso de Confecção de Peças Íntimas, reforçou sobre importância destas dicas. ” – Eu sempre aprendo com as formações realizadas na Fundação, anteriormente participei de uma que abordava sobre a precificação e foi um divisor de águas para meu negócio, porque eu não conseguia colocar um preço justo das minhas peças intimas, e aqui aprendi muito e quero continuar a aprender ,” – finalizou.
Fonte: Fundação Fé Alegria / Montes Claros

Comentários

Mais do Educadora FM

PARQUES DE MOC – Mangueiras

Situado no bairro João Botelho, o Parque das Mangueiras (Nilson Espoletão) é um dos doze parques disponíveis para visitação em Montes Claros. A Prefeitura, através

Ler Mais