Norte de Minas já recebeu quase 500 mil doses de vacinas contra a Covid-19

A região ampliada de saúde do Norte de Minas informou que contabilizou em agosto o recebimento de 449 mil 796 doses de vacinas contra a covid-19.

E nesta segunda-feira (30), foi entregue pela Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais, no início da tarde, a 43ª remessa com 60 mil doses de vacinas da Pfizer e da CoronaVac.

A Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros informou que vai entregar nesta terça-feira (31), 40 mil 720 doses de imunizantes para os 54 municípios que integram a sua área de atuação. Serão 22 mil 960 doses da CoronaVac e 17 mil 760 da Pfizer.

O município de Montes Claros, que possui a maior população do Norte de Minas, será contemplado com o recebimento de 15 mil 840 doses de vacinas, sendo: 8 mil 760 doses da CoronaVac e 7 mil 080 da Pfizer.

Para a Gerência Regional de Saúde – (GRS) de Januária, que atua em 25 municípios, a 43ª remessa é constituída por 13 mil 480 doses de imunizantes. Já sete municípios da GRS de Pirapora receberão 5 mil 800 doses de vacinas. 

A coordenadora de vigilância em saúde da SRS de Montes Claros, Agna Soares da Silva Menezes explica que com a nova remessa os municípios devem aplicar a primeira ou segunda dose em 21,5% das pessoas na faixa etária de 35 a 39 anos. Além disso, parte dos imunizantes da Pfizer deve ser utilizado na conclusão do esquema vacinal de pessoas com comorbidades; deficientes físicos; trabalhadores da educação básica e do transporte aéreo, bem como em profissionais das forças de segurança, salvamento, polícia penal e das Forças Armadas.

Agna Menezes reforça que os municípios precisam seguir as notas técnicas do Ministério da Saúde e da SES-MG a fim de que a vacinação contra a covid alcance os públicos prioritários e bons índices de cobertura. Por outro lado, os municípios que já concluíram o esquema vacinal nos públicos prioritários previstos nas duas novas remessas de imunizantes têm autonomia para avançar na vacinação de outras faixas etárias ou categorias profissionais definidas como prioritárias pelo Programa Nacional de Imunizações.

Foto: Pedro Ricardo // SRS

Comentários

Mais do Educadora FM