Secretaria de Saúde anuncia vacinação dos profissionais da Educação Infantil

A informação da dada durante audiência pública de prestação de contas, realizada na Câmara Municipal nesta segunda-feira

A Secretaria Municipal de Saúde de Montes Claros realizou audiência pública para prestação de contas do 1º quadrimestre de 2021, nessa segunda-feira (31), no Plenário da Câmara Municipal. A prestação de contas financeiras, auditorias e indicadores de saúde é uma obrigação legal prevista pela Lei nº 141/2012.

Participaram audiência a secretária municipal de Saúde, Dulce Pimenta, técnicos e assistentes da secretaria.

Conforme apresentação, a receita total da pasta para o período foi de R$136.790.793,20, enquanto a despesa liquidada foi de R$ 123.587.206,22. Na audiência também foram apresentadas ações de enfrentamento à Covid-19.

De acordo com os dados apresentados, a secretaria realizou um total de repasses aos hospitais de R$ 55.637.738,01, incluindo produção/contrato, incentivos (Rede Cegonha, Rede de Urgência e Emergência e Núcleo de Vigilância Epidemiológica em Ambiente Hospitalar – Nuveh), e recursos extras: Portaria nº 431, de 11 março de 2021 (UTI Covid-19) e Portaria nº 501, de 19 de março de 2021 (UTI Covid-19).

Os vereadores acompanharam de forma presencial os trabalhos e, ao final da apresentação, fizeram questionamentos, que foram respondidos pela secretária Dulce Pimenta.

O principal questionamento dos parlamentares foi sobre os cuidados e prevenção para o enfrentamento da terceira onda da Covid-19. Dulce alertou sobre a necessidade de a população se envolver e se comprometer na prevenção. Disse que, seriam necessários mais kits de entubação e a limitação para extensão dos leitos de UTI é grande. “Não podemos colocar qualquer profissional da saúde, tem que ser especialista neste tipo de trabalho”, ressaltou a secretária, que informou que todos os hospitais referência estão equipados, mas não o suficiente porque não existe material para comprar.

A secretária também destacou que em caso de superlotação nos hospitais, a prioridade será para a população de Montes Claros.

VACINAÇÃO

Na prestação de contas, uma boa notícia para os profissionais da educação infantil. De acordo com a secretária Dulce Pimenta, a vacinação conta a Covid-19, antes destinada apenas para os professores, foi estendida para todos os servidores da Educação Infantil, e será realizada ainda nesta semana.

Para receber a dose, conforme a secretária, todas as instituições terão que enviar um relatório com dados dos servidores para o controle do município.

Ainda de acordo com a secretária, os doentes neurológicos também foram incluídos no grupo de prioritários para vacinação contra a Covid-19.


FALTA DE MÉDICOS

Os vereadores questionaram sobre a falta de médicos em unidades de saúde, algumas há quase um mês. A secretária garantiu que das 160 equipes do Programa Saúde da Família, nove estão sem médicos, mas que os processos de contratação já estão em andamento.


EMENDAS IMPOSITIVAS

Em 2020,foram destinados R$ 2.046.000,00 para as emendas impositivas. O valor foi dividido pelos vereadores que escolheram onde o recurso deveria ser aplicado. Alguns  exemplos: O vereador Aldair Fagundes (Cidadania) escolheu investir na unidade de saúde do bairro Bela Paisagem. Já o vereador Raimundo do INSS (PDT), destinou o recurso à USF do Cintra. A secretária informou que a aplicação das emendas impositivas está dependendo do orçamento do município.
 
ACESSO AO RELATÓRIO DA SECRETARIA DE SAÚDE

A apresentação da prestação de contas da Secretaria de Saúde de Montes Claros pode ser acessada neste link: https://www.montesclaros.mg.leg.br/institucional/noticias/arquivos-para-divulgacao/Boletim%20Epidemiologico%2028-05-2021.pdf

Por: Selma Gonçalves

Comentários

Mais do Educadora FM