Montes Claros tem saldo de mais de mil postos de trabalho no primeiro trimestre

Apesar da pandemia de COVID-19 e do impacto causado pelas medidas de combate ao vírus, a economia de Montes Claros continua saudável e atraindo importantes empreendimentos para a cidade, como por exemplo a unidade da rede varejista Havan, que será inaugurada ainda este mês. A força dessa economia pode ser verificada através do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), que é um relevante instrumento gerador de estatísticas sobre o mercado de trabalho em todo o Brasil.

Os números referentes a março, divulgados pelo Ministério da Economia, identificaram dados positivos em relação à criação de postos de trabalho em Montes Claros nos três primeiros meses de 2021. Mesmo com o quadro social e econômico criado pela pandemia de COVID-19, as empresas instaladas em Montes Claros foram responsáveis pela contratação de 8.787 trabalhadores com carteira assinada, entre janeiro e março de 2021. As demissões, no mesmo período, alcançaram 7.765 profissionais, o que resultou em um saldo de 1.022 novos postos de trabalho. No primeiro trimestre do ano passado, para se ter uma ideia, os números do CAGED identificaram 7.148 admissões e 7.730 desligamentos, o que correspondeu a um deficit de 582 vagas.

Em janeiro de 2020, haviam sido contratados 2.262 trabalhadores e demitidos 2.163 (saldo de 99). Já em janeiro deste ano, foram 2.990 admissões e 2.182 desligamentos (saldo de 808). Em fevereiro do ano passado, haviam sido 2.299 contratações e 2.538 demissões (déficit de 239 vagas). Em 2021, no mês de fevereiro, em Montes Claros, houve 3.120 admissões e 2.757 demissões, o que resultou em um saldo positivo de 363 vagas. Em março de 2020, foram 2.587 admissões e 3.029 desligamentos (déficit de 442), enquanto que, no mesmo mês deste ano, foram, respectivamente, 2.620 e 2.716 (saldo negativo de 96 vagas).

Comentários

Mais do Educadora FM