COVID-19: Norte de Minas recebe nova remessa de vacinas e amplia público alvo

A região ampliada de saúde do Norte de Minas, composta por 86 municípios, recebe nesta quinta-feira, 6, a maior remessa de vacinas contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Ao todo a Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais – (SES-MG) repassará 56 mil 810 doses de vacinas da AstraZeneca/Universidade de Oxford, produzidas pela Fiocruz, no Rio de Janeiro, e da CoronaVac, fabricada pelo Instituto Butantan, em São Paulo. Até então, a maior remessa de vacinas já enviadas para o Norte de Minas aconteceu dia 25 de março, totalizando 55 mil 500 doses.

Para 54 municípios que compõem a Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros serão entregues 37 mil 710 doses de vacinas. Outras 14 mil 170 doses serão repassadas para a Gerência Regional de Saúde de Januária – (GRS), que tem sob jurisdição 25 municípios. Já a GRS de Pirapora, que atua em sete municípios, receberá 4 mil 930 doses de imunizantes. Com a nova remessa, entre janeiro e esta quinta-feira, o Norte de Minas passa a contabilizar o recebimento de 551 mil 126 doses de vacinas.

PÚBLICO ALVO

A coordenadora de vigilância em saúde da Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros, Agna Soares da Silva Menezes explica que com a nova remessa de vacinas da AstraZeneca/Universidade de Oxford será iniciada a vacinação de 18,3% das gestantes, puérperas, pessoas com comorbidades como diabetes, arritmia cardíaca, doença renal crônica, obesidade mórbida, síndrome de down, entre outros, além de pacientes com deficiência grave.

Com as vacinas da AstraZeneca/Universidade de Oxford os municípios também deverão aplicar a primeira dose em mais 21,6% das pessoas da faixa etária de 60 a 64 anos e em 7,4% dos profissionais das forças de segurança e das Forças Armadas.

Já as vacinas da CoronaVac serão utilizadas na aplicação da segunda dose em 6% dos profissionais das forças de segurança, salvamento e das Forças Armadas e em 3% dos trabalhadores da saúde.

Agna Menezes observa que “é importante que as secretarias municipais de saúde sigam o cronograma de aplicação das vacinas definido em notas técnicas publicadas pelo Ministério da Saúde. O objetivo é garantir a cobertura do esquema vacinal no tempo recomendado de cada imunizante: quatro semanas para a vacina CoronaVac e 12 semanas para as doses da AstraZeneca/Universidade de Oxford”.

VACINÔMETRO

Até a manhã desta quarta-feira, 5, dados contabilizados pela Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais pela plataforma informatizada vacinômetro, revelam que aumentou para 255 mil 548 as pessoas residentes na região ampliada de saúde do Norte de Minas que já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Outras 118 mil 354 já receberam a segunda dose.

Em todo o Estado o vacinômetro aponta que mais de 3,5 milhões de pessoas já tomaram a primeira dose de vacina contra a Covid e mais de 1,7 milhão já completou o esquema vacinal.

Comentários

Mais do Educadora FM