Venezuelanos recebem apoio da Prefeitura de Montes Claros

No ano de 2020, em meio à maior pandemia das últimas dez décadas, um grupo de mais de 100 venezuelanos, da etnia warao, chegou a Montes Claros, fugindo das dificuldades vividas no país vizinho. Homens, mulheres, idosos e crianças, sem ter pra onde ir, onde morar e nem como se sustentar. 

A sociedade montes-clarense mais uma vez demonstrou sua conhecida solidariedade e, da forma como pôde, abraçou esse grupo tão diferente na língua e nos costumes, oferecendo ajuda da melhor maneira que conseguiu, inclusive através da Arquidiocese e da sociedade civil organizada. 
A Prefeitura de Montes Claros, ciente da necessidade dessas pessoas, resolveu disponibilizar, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, cerca de R$ 156 mil para suprir as necessidades básicos dos venezuelanos atualmente alojados na Casa da Juventude São Luiz Gonzaga (Escolinha do Padre Henrique). 

Os recursos serão utilizados para o pagamento das despesas com moradia, alimentação e produtos de limpeza, até dezembro desse ano. De acordo com Aurindo Ribeiro, secretário municipal de Desenvolvimento Social, quando o município recebeu informações dando conta de que os refugiados chegariam à cidade, os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) foram mobilizados para que essas pessoas não ficassem desamparadas. “Os nossos assistentes sociais sempre estiveram por perto, com equipe multidisciplinar oferecendo a estrutura da rede e o sistema de saúde, para que eles não passassem dificuldades. A Prefeitura nunca deixou de estar próxima dessas pessoas”, destaca.

Ainda segundo Aurindo, o repasse vai permitir que eles vivam de forma mais digna e com mais qualidade de vida. Ele destacou ainda que o Município está realizando estudos para criar cursos de qualificação profissional para que os venezuelanos possam encontrar trabalhos na cidade.

Comentários

Mais do Educadora FM