Em nota de repúdio, APIM se manifesta sobre a omissão de informação por parte da secretária municipal de saúde

Após a secretária municipal de saúde, Dulce Pimenta, omitir informações sobre mais de 20 óbitos por covid-19 durante uma coletiva, realizada nesta terça-feira (2), em Montes Claros, a Associação de Profissionais da Imprensa Mineira (APIM), emitiu uma nota de repúdio.

Durante a coletiva, a secretária foi questionada sobre o número de mortes decorrentes do coronavírus por um dos jornalistas presentes, a mesma se negou em informar os dados. Aproximadamente uma hora depois do término da coletiva, Dulce divulgou informações de forma privilegiada a uma emissora de televisão, causando revolta por parte dos profissionais da imprensa local.

Esta não é a primeira vez que o comportamento da secretária tem indignado os “colegas” de imprensa. Existe a suspeita de que os horários das coletivas sejam marcados para beneficiar entradas ao vivo de uma emissora de TV da cidade. O que para os profissionais da imprensa, demonstra falta de tratamento igualitário entre o setor.

A reportagem fez contato com a Secretária e a Ascom da prefeitura sobre o corrido, até o momento sem retorno.

Confira a nota

Nota de repúdio

A Associação de Profissionais da Imprensa Mineira (APIM) vêm à público manifestar repúdio à divulgação privilegiada de conteúdo referente aos dados do Novo Coronavírus pela Secretária Municipal de Saúde, Dulce Pimenta.

A atitude da agente pública do Município tem sido recorrente e causado indignação em todos os profissionais de imprensa do Município.

O posicionamento da Secretária compromete o conteúdo jornalístico da maioria das empresas de comunicação de Montes Claros e merece ser repudiado.

A APIM, representando a categoria exige um tratamento igualitário, sem distinção de bandeiras, pois as condutas da Chefe da Pasta da Saúde têm sido testemunhadas ao longo da cobertura da pandemia de Covid-19, que é considerado desrespeitoso, o que acarreta numa demonstração inequívoca e fere o direito à democracia e a liberdade de imprensa.

Nesse sentido, exige-se ética e respeito à categoria
Montes Claros, 02 de março de 2021.

Diretoria

Associação de Profissionais da Imprensa Mineira (APIM)

Comentários

Mais do Educadora FM