Covid-19: Norte de Minas recebe mais 29 mil doses do imunizante

A região ampliada de saúde do Norte de Minas, composta por 86 municípios, recebeu nesta sexta-feira, 26, o repasse de 29 mil doses de vacinas contra a Covid-19, que compõem a quinta remessa enviada ao Estado pelo Ministério da Saúde. Nesta nova etapa foram entregues 10 mil doses de vacinas CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, de São Paulo, em parceria com o laboratório farmacêutico chinês, Sinovac. Outras 19 mil doses de vacinas enviadas para a região são da farmacêutica AstraZenca/Universidade de Oxford e foram importadas da Índia pela Fundação Oswaldo Cruz – (Fiocruz).

A entrega da nova remessa de vacinas por parte do Governo do Estado foi feita no aeroporto de Montes Claros à superintendente regional de saúde, Dhyeime Thauanne Pereira Marques e às gerentes regionais de saúde de Januária e Pirapora, Ioná de Carvalho Lisboa e Adriana Kátia Emiliano Souza, respectivamente. A previsão é de que com a nova remessa de vacinas será possível imunizar 24 mil pessoas residentes no Norte de Minas.

Para 54 municípios que integram a área de atuação da Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros foram entregues 10 mil 600 mil doses de vacinas. A Gerência Regional de Saúde de Januária – (GRS), que atua em 25 municípios, recebeu 13 mil 100 doses de vacinas. Já a GRS de Pirapora, que tem sob jurisdição sete municípios, foi contemplada com o recebimento de 5 mil 300 doses de imunizantes. O repasse de vacinas para os municípios começa segunda-feira, 1º de março, com escolta da Polícia Militar.

A superintendente regional de saúde de Montes Claros, Dhyeime Thauanne Pereira Marques avalia que com a previsão do aumento de vacinas pelo Instituto Butantan bem como pela Fiocruz, “a tendência será de que nas próximas semanas ocorra aumento do número de pessoas imunizadas em todo o país o que, consequentemente, possibilitará a diminuição das demandas de atendimento de pacientes em situação grave nas unidades de saúde e nos hospitais, bem como a redução dos óbitos causados pelas complicações decorrentes a doença”.

PÚBLICO ALVO

Nesta etapa, a recomendação aos municípios é vacinar todos os idosos com idade entre 85 e 89 anos, que corresponde a 154 mil 721 pessoas. Além disso, devem ser imunizados  24% dos que têm entre 80 e 84 anos, atendendo 64 mil 195 pessoas em Minas Gerais e mais 8% dos trabalhadores de Saúde, cerca de 53 mil 563 profissionais, o que totalizará a imunização de 81% desse público.

Para todo o Estado de Minas Gerais, o Ministério da Saúde repassou 220 mil doses de vacinas da AstraZeneca/Universidade de Oxford e 137 mil 400 doses da CoronaVac. Para agilizar a distribuição dos imunizantes às 28 unidades regionais de saúde, o Governo do Estado utilizou aeronaves que se deslocaram para as regiões mais distantes e transporte terrestre, atendendo principalmente a Região Metropolitana de Belo Horizonte.

REMESSAS

No dia 19 de janeiro o Governo do Estado repassou para a região ampliada de saúde do Norte de Minas, 42 mil 280 doses da vacina Coronavac para imunizar 21 mil 140 pessoas (2 vezes).

Já no dia 27 de janeiro foram entregues à região 23 mil 620 doses de vacinas Coronavac e da AstraZeneca/Universidade de Oxford. Esse novo quantitativo possibilita a vacinação de 17 mil 244 pessoas.

VACINÔMETRO

Até a manhã desta sexta-feira, 26, dados contabilizados por uma ferramenta de monitoramento criada pela Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais – (SES-MG), denominada vacinômetro, revelam que 36 mil 666 pessoas residentes na região ampliada de saúde do Norte de Minas já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e 16 mil 542, a segunda dose.

Ao todo 25 mil 260 trabalhadores da saúde já receberam a primeira dose da vacina e 12 mil 599, a segunda dose. Pessoas com 90 anos ou mais totalizam 5 mil 761 que já receberam a primeira dose de vacina e 36, a segunda.

Em seguida, com maior quantidade de pessoas imunizadas estão os indígenas, totalizando 4 mil 722 já contemplados com a primeira dose e 3 mil 124 com a segunda dose do imunizante. Por outro lado, 878 idosos residentes em asilos ou instituições de longa permanência já tomaram a primeira dose da vacina e 748 a segunda.

Completando o grupo prioritário da vacinação contra a Covid-19, ao todo 45 deficientes físicos atendidos por residências inclusivas já tomaram a primeira dose da vacina e 35 completaram o esquema vacinal.

Comentários

Mais do Educadora FM