Em Montes Claros família e amigos fazem “charreata” para comemorar 100 anos de matriarca

Paulina Cassiano Dionízio, nasceu no dia 20 de janeiro de 1921 na comunidade Tira do Chapéu, nas proximidades da cidade de Juramento, norte de Minas Gerais. Ela tem 3 filhos (sendo 1 desaparecido), 6 netos, 9 bisnetos e 2 tataranetos. A família aguardou com expectativa a chegada do centenário de Paulina, mas devido a pandemia do novo Coronavirus, eles encontraram um jeito diferente para comemorar: realizaram um charreata que contou com a participação de amigos, parentes, vizinhos e fiéis da Igreja Adventista do Sétimo Dia do bairro Delfino Magalhães, em Montes Claros, onde congrega. Ela conheceu a mensagem adventista  há 31 anos, e tem a Bíblia como sua companheira inseparável.

“A Bíblia é minha companheira inseparável. Costumo dormir todos os dias com ela aberta na cabeceira da cama. A palavra de Deus me traz conforto e alento. Sem Deus, não estaria viva, Jesus transformou minha vida. Deus é quem me ajuda a viver”, garante Paulina.

Como não sabe ler, Paulina não deixa de estudar a Bíblia. Antes, para manter o seu devocional em dia, recebia o apoio das suas netas,  e já há alguns anos, sua filha, Valdete dos Reis Silva, tem estudado diariamente a Bíblia com sua mãe.

“ É um imenso prazer abrir a Bíblia e estudar com minha mãe, cristã fervorosa e que mesmo não tendo leitura, tem a Bíblia com sua companheira inseparável”, assegura Valdete.



“É um imenso prazer abrir a Bíblia e ler com minha mãe”, diz Valdete dos Reis Silva

Alegria x gratidão

“É uma imensa satisfação, alegria e gratidão, ter Jesus como meu salvador e mantenedor da vida. Nele encontro a força, o vigor, a paz, e posso receber as bênçãos de Deus”, afirma Paulina.

Mesmo com 100 anos de idade, Paulina realiza algumas atividades da casa, como fazer a própria comida, lavar suas roupas, “tomar banho sozinha e outras coisinhas mais”.

“Minha idade já não permite algumas atividades, mas minhas filhas, netos e bisnetas estão sempre realizando por mim. Como eles dizem: já trabalhou muito nessa vida, agora é só descansar”, comenta Paulina.

Demonstrando lucidez, vivacidade e sabedoria, ela salienta que naturalmente, os anos passam e o que “seremos no futuro depende do que fomos no passado”. E aconselha:  “Amem uns aos outros, respeitem o próximo, sejam perseverantes, e sirvam sempre as pessoas com amor, seguindo sempre o exemplo de Jesus”.

Gratidão

Gratidão. É este sentimento que Ruth Sabrina Silva da Mata nutre pela sua avó Paulina. Tê-la com saúde, força e vigor é algo que proporciona paz e alegria ao seu coração.

“Tenho o privilégio de ter minha vozinha com tanta saúde, vigor, força. Ela é alegre e me enche de alegria. Poder brincar e ela corresponder. Amo a sua disposição para fazer todas as suas coisas sem precisar de alguém pra ajudar; desde os biscoitos que adoramos comer, quanto a ir mesmo que em passos lentos, até a igreja. Infelizmente nem todo mundo consegue alcançar essa idade. E ela, uma vez mais, foi a exceção à regra. Eu me sinto orgulhosa de ter seu sangue e poder carregar nas minhas veias o sangue de uma guerreira”, declara com emoção Ruth Sabrina.

O maior de todos os segredos

Demonstrando bom humor, a centenária Paulina conta que não tem segredo para se alcançar os 100 anos. Mas chama a atenção para a alimentação saudável.

“Não tem muitos segredos não! Tenho uma alimentação o mais saudável possível. Nunca fumei. Bebidas só água. Procuro jantar cedo; não como nada à noite e durmo cedo.  E Somente quando vou a igreja costumo  dormir um pouco mais tarde. Já fiz muita caminhada, hoje estou mais parada…  mas o maior e o melhor de todos os segredos já revelados, é a comunhão com Deus. Sem Ele não estaria aqui e nem passaria nem perto dos 100”, declara, com emoção e senso de gratidão. 

Para o pastor Moises Carvalho Junior, presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia para o Norte e Noroeste de MG, ter no seu rol de fiéis a centenária Paulina, é motivo de alegria, e ao mesmo tempo, de emoção, pois é um exemplo de mulher batalhadora e determinada e dedicada com as coisas  espirituais.

“É uma benção de Deus chegar aos 100 anos, e parabenizamos a Paulina pela passagem do seu aniversário”, finaliza pastor Moises.

Comentários

Mais do Educadora FM