Ex-prefeito Mário Ribeiro ganha busto em frente ao Aeroporto de Montes Claros

A Prefeitura de Montes Claros inaugurou o busto do ex-prefeito Mário Ribeiro da Silveira, no Aeroporto de Montes Claros, que leva o nome do saudoso político. A obra de arte foi feita de aço e material reciclável pelo artista Gu Ferreira, com o apoio dos reeducandos do programa Para Além das Prisões, como forma de homenagear o médico que administrou Montes Claros no período de 1989 a 1992 e foi responsável por grandes avanços nas áreas de Saúde e Educação.

Marão, como era carinhosamente conhecido, é patrono do Aeroporto de Montes Claros,  que desde 1980 é administrado pela Infraero. O local tem uma pista de pouso asfaltada de 45 metros de largura e 2100 metros de comprimento. Localiza-se a seis quilômetros do centro de Montes Claros, ao norte da cidade, próximo à saída para a BR-251.

Conta com estacionamento para mais de 200 veículos e terminal de 1.286,00 m², além de uma seção contra incêndio que funciona 24 horas, com efetivo de 17 homens. A navegação aérea oferece operações para voos visuais e por instrumentos. É dotado de grande estrutura de apoio à navegação aérea, com farol rotativo de aeródromo e demais equipamentos, além de uma escola de pilotagem em funcionamento.

MÁRIO RIBEIRO – Filho de Reginaldo Ribeiro dos Santos e Josefina Silveira Ribeiro, Mário Ribeiro da Silveira nasceu em Montes Claros em 1924 e faleceu em 1999, aos 75 anos. Cursou medicina na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), diplomando-se em 1950 e exercendo a profissão a partir de 1951. Foi presidente da Associação Desportiva Ateneu de 1954 a 1956, contribuindo para a construção do Estádio João Rebello. 

Ele presidiu ainda o Automóvel Clube de Montes Claros de 1962 a 1964. Mário Ribeiro também foi vereador (1958-1962), assessor da Secretaria de Estado de Desenvolvimento no governo José de Magalhães Pinto (1962), assessor da Casa Civil do governo do presidente João Goulart (1963-1964), vice-prefeito de Montes Claros, responsável pelas áreas de Educação, Saúde e Transportes do Município (1983-1988); secretário de Estado do Trabalho e Ação Social de Minas Gerais (1985-1987) e prefeito de Montes Claros (1988-1992). É considerado até hoje o prefeito da educação e do servidor público municipal.

Marão foi responsável, em 1963, pela construção do Ginásio Esportivo Montes Claros Tênis Clube, hoje Ginásio Darcy Ribeiro; e pela construção da Escola Estadual Professor Plínio Ribeiro e seu ginásio. 

O saudoso ex-prefeito idealizou o primeiro sistema de crédito educativo no Brasil, em 1969, quando implantou a Faculdade de Medicina em Montes Claros. Posteriormente, a iniciativa foi copiada e adaptada pelo Ministério da Educação (MEC) para todo o país.

Vítima da ditadura – Em julho de 1969, Mário Ribeiro perdeu os direitos políticos por atorevolucionário e, em consequência, foi demitido da direção da Faculdade de Medicina, onde exercia o cargo de professor titular de Dermatologia e de Médico Sanitarista.Dez anos depois, em 1979, foi anistiado pelo Decreto Federal nº 84.143, de 31/10/1970. Em 1997, dois anos antes de seu falecimento, foi agraciado com a maior honraria concedida ao cidadão montes-clarense, a Medalha de Ouro de Montes Claros.

Comentários

Mais do Educadora FM