SES-MG repassa mais de 1,4 mil oxímetros a unidades básicas de saúde do Norte de Minas

A Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais – (SES-MG) iniciou nesta segunda-feira, 14, o repasse de 1 mil 464 oxímetros a todas as Unidades Básicas de Saúde – (UBS) de 86 municípios que integram a macrorregião do Norte de Minas. Os aparelhos foram doados pela Fundação Itaú e auxiliarão os profissionais que atuam nos serviços de atenção primária no diagnóstico e acompanhamento dos casos do novo coronavírus. Para todos os municípios do país estão sendo repassados 104 mil 581 aparelhos, sendo 12 mil 606 destinados a Minas Gerais.
A doação dos aparelhos foi mediada pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e consiste em uma ação que visa melhorar a infraestrutura das UBS e serviços relacionados ao primeiro contato dos usuários com o Sistema Único de Saúde – (SUS). O uso do oxímetro possibilita aos profissionais de saúde monitorar a porcentagem de saturação de oxigênio no sangue e os batimentos cardíacos por minuto, viabilizando com isso melhor triagem de atendimento de pacientes acometidos ou com suspeita de terem contraído a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.
A saturação normal de oxigênio para a maioria das pessoas saudáveis ao nível do mar é entre 95% e 100%. Condições leves de saúde como gripes ou resfriados podem apresentar uma saturação entre 90% e 94%. Já uma leitura do oxímetro de pulso abaixo de 90% é considerada uma emergência clínica pela Organização Mundial de Saúde – (OMS).
O coordenador de Atenção à Saúde da Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros – (SRS), João Pereira Alves explica que o repasse dos oxímetros aos municípios levou em conta a quantidade de unidades básicas de saúde existentes em cada localidade. Para 53 municípios que integram a área de atuação da SRS estão sendo repassados 946 aparelhos. Desse total, o Conass enviou 205 aparelhos para a Secretaria Municipal de Saúde de Montes Claros.
Já entre 25 municípios que integram a área de jurisdição da Gerência Regional de Saúde de Januária estão sendo distribuídos 401 oxímetros e 117 estão sendo repassados a sete municípios integrantes da GRS de Pirapora. Além de Montes Claros os municípios contemplados com o repasse de maior quantidade de aparelhos são: Januária (43); Janaúba (42); São Francisco (39); Porteirinha (35); Pirapora (32); Taiobeiras (31); Brasília de Minas e Salinas (30 aparelhos para cada localidade).


MAIS AGILIDADE
A superintendente regional de saúde de Montes Claros e coordenadora do Centro de Operações de Emergência em Saúde (Coes) da macrorregião de saúde do Norte de Minas, Dhyeime Thauanne Pereira Marques avalia que o repasse dos oxímetros aos serviços de atenção primária dos municípios possibilitará a melhoria da assistência prestada aos usuários do SUS, agilizando as tomadas de decisão, sobretudo nos casos de urgência e emergência.
Nota Informativa do Coes de Minas Gerais recomendando o uso de oxímetro nas unidades básicas de saúde explica que “aproximadamente 80% das pessoas infectadas pelo novo coronavírus poderiam ser manejadas na atenção primária à saúde”. Nesse contexto, pontua a nota, “é essencial que os profissionais desse nível de atenção, que atuam na linha de frente, sejam qualificados e tenham ferramentas e instrumentos aptos para uma avaliação clínica resolutiva com estratificação de risco da síndrome gripal, o que é importante para definir a conduta correta para cada caso, seja para manter o paciente na atenção primária à saúde ou para encaminhá-lo aos centros de referência, urgência ou emergência de hospitais”.
O Coes orienta que os usuários que são atendidos nas unidades de saúde com queixa de síndrome gripal ou que estejam em isolamento domiciliar sob telemonitoramento e apresentem saturação em ar ambiente insatisfatória, associada a outros sinais clínicos, devem ser encaminhados a centros de referência de atenção especializada.

______________

Ascom: SES

Comentários

Mais do Educadora FM