Polícia Civil prende estelionatário em Taiobeiras, no Norte de Minas

Um homem de 20 anos, por prática, foi preso em flagrante, pela Policia Civil de Taiobeiras, nessa quarta-feira (21), suspeito de crime de estelionato e corrupção de menores.

O suspeito teria enganado a vítima com a venda virtual de um aparelho de telefone celular. A Polícia Civil foi acionada e iniciou as investigações, a vítima relatou aos Policiais que havia sido iludida pelo golpe, pois realizou a aquisição de um aparelho celular pelo valor de R$ 740,00, sendo feito depósito bancário do valor total, contudo, foi enviado para a vítima apenas objetos sem valor.

De posse das informações, na agência dos correios de Taiobeiras-MG, os investigadores identificaram a pessoa que fez a postagem.

Os Policiais averiguaram no setor outra postagem enviada, a encomenda foi postada pela mesma pessoa, uma hora antes, e o destino era a vítima lesada.

A vítima havia adquirido recentemente um aparelho de televisão, de forma virtual. Da mesma forma, após confirmação e recebimento do valor, o suspeito usou um adolescente para postar a encomenda para a vítima .

Os Policiais localizaram o adolescente que fez a postagem, inicialmente, quando questionado disse que o conteúdo da embalagem era um aparelho de tv box, porém, ao abrir a embalagem foi verificado que no interior haviam vários envelopes de banco vazios e um aparelho de modem velho. Com o adolescente foi apreendido a quantia de R$ 2.365,00, em dinheiro. O menor não soube dizer a origem da quantia.

O adolescente prestou informações acompanhado pelo conselho tutelar e confessou sua participação, atribuindo a mentoria ao suspeito de 20 anos, que trabalha como mecânico no município. Para fazer a postagem o adolescente disse que receberia a quantia de R$50 reais.

O suspeito foi localizado e autuado em Flagrante. Em suas declarações esclareceu que aplicou esse golpe pois estava devendo e precisava de dinheiro para pagar uma dívida.

De acordo com o Delegado Gildeilson Martins, ele vai responder pela prática de estelionato e corrupção de menores. Se condenado a pena pode chegar 9 (nove) anos de reclusão e multa. O suspeito encontra-se no Sistema Prisional à disposição da Justiça.

“Com essa prisão a Polícia Civil reafirma o sue compromisso que prestar investigação policial de excelência, coibindo toda prática de crimes contra o patrimônio e a infância/adolescência” explicou.

Comentários

Mais do Educadora FM