Prefeita de Pirapora é denunciada por não fornecer informações requisitadas pelo MPMG

Prefeita foi denunciada pela Procuradoria de Justiça Especializada no Combate aos Crimes Praticados por Agentes Políticos Municipais por ter ignorado requisições feitas pela Promotoria de Justiça de Pirapora

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) ofereceu denúncia contra a prefeita de Pirapora. Segundo a Procuradoria de Justiça Especializada no Combate aos Crimes Praticados por Agentes Políticos Municipais, sem qualquer justificativa, a prefeita deixou de atender requisições feitas pelo MPMG em outubro de 2017; em maio, agosto e dezembro de 2018 e em dezembro de 2019 para instruir inquéritos instaurados na comarca.

Conforme a denúncia, os inquéritos instaurados pela Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Pirapora investigavam suposto nepotismo na contratação de uma parente de vereador de Pirapora; e supostas irregularidades na aprovação do loteamento Bairro Cidade Nova e na contratação, sem processo licitatório, da gráfica e editora que tem a filha do secretário de Governo municipal como sócia.

Entretanto, a prefeita não atendeu às requisições. “Ao que parece, a prefeita passou a não fornecer os dados requisitados, demonstrando total desrespeito à Instituição, pelo fato de ser alvo de denúncias e de ACPs”, diz o MPMG.

O procurador de Justiça Cristóvam Fernandes Ramos Filho requer, na denúncia, a condenação da prefeita, nas penas do artigo 10 da Lei nº 7347/84, na forma do artigo 71 do CP. 

________________________

Ministério Público de Minas Gerais

Comentários

Mais do Educadora FM