PF combate crime praticado pela internet

A Polícia Federal atuou nessa segunda-feira, ( 21), para combater crime praticado pela internet. As investigações, que tiveram início em novembro de 2019, identificaram que uma pessoa usava perfil falso em uma página de comércio eletrônico para anunciar a venda de senha para acesso ao banco de dados de cidadãos no CADSUS do Ministério da Saúde. O CADSUS é a base de cadastramento de usuários do Sistema Único de Saúde, gerido pelo Departamento de Informática do SUS (DATASUS), cujo acesso é feito por servidores do órgão público federal específico e, por convênio, é disponibilizado para outros órgãos federais, para Estados e Municípios. O cancelamento do anúncio ocorreu por iniciativa da empresa de comércio eletrônico, que colaborou amplamente com as investigações. O acesso a dados cadastrais de cidadãos é muito procurado por estelionatários e serve de material para a aplicação de golpes variados – principalmente em fraudes a benefícios sociais – contra pessoas, empresas e o Poder Público. A Polícia Federal representou por um mandado de busca e apreensão, expedido pela 35ª Vara Federal de Belo Horizonte/MG.

Durante o cumprimento do mandado na residência do investigado, a PF apreendeu equipamentos eletrônicos. As investigações seguem para apurar a participação de outras pessoas no crime. Por se tratar de crime praticado via internet, em que a confirmação da autoria depende de trabalhos periciais e análise detida das apreensões, foi determinada pela Justiça a necessária discrição no cumprimento da ordem e o sigilo de informações sobre o investigado e o local de cumprimento do mandado. O homem responderá pelo crime de divulgação de segredo e poderá cumprir até 4 anos de prisão, se condenado.

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde em face da pandemia do Covid-19, a Polícia Federal continua trabalhando.

________________

Ascom: PRF / Da redação

Comentários

Mais do Educadora FM