Reitor da Unimontes discute liberação de recursos para o Programa Brasil Profissionalizado em audiência com o vice-presidente

A Reitoria da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) realiza gestões para garantir a liberação de verbas que viabilizem a conclusão das obras do Programa Brasil Profissionalizado, que prevê a construção de 13 unidades no Estado. O programa é financiado com recursos do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE), com contrapartida do Governo de Minas Gerais. O assunto foi discutido pelo reitor da Unimontes, professor Antônio Alvimar Souza, em audiência com vice-presidente da República, Hamilton Mourão, quarta-feira (26/8), em Brasília/DF.

Na oportunidade, o reitor solicitou o apoio do vice-presidente da República no sentido de agilizar a liberação de verbas para o término das construções. Cada unidade vai atender 1,2 mil alunos.

É aguardada a liberação de recursos da ordem de R$ 17,724 milhões do FNDE para a continuidade e conclusão das obras das 13 escolas do Brasil Profissional em Minas Gerais. Do montante previsto, R$ 8,559 milhões já estão empenhados. Durante a audiência, foi solicitada a liberação imediata destes recursos empenhados.

SITUAÇÃO DAS OBRAS

De acordo com o convênio firmado com o FNDE, a Universidade Estadual de Montes Claros ficou responsável pela construção das 13 unidades profissionalizantes, que depois de concluídas serão entregues às comunidades dos municípios, onde estão situadas.

Entre as 13 escolas do Brasil Profissionalizado de Minas, três prédios já foram concluídos e entregues pelas empreiteiras responsáveis: de Ibirité, Pompéu e de Lagoa Santa.

Quatro escolas foram concluídas, mas ainda dependem do pagamento dos serviços para serem entregues pelas construtoras: de Grão Mogol, Janaúba, Joaíma e Taiobeiras.

Os contratos de três unidades estão em vigor, mas obras estão paralisadas devido ao atraso na liberação dos recursos para o pagamento dos serviços: de Espinosa, Monte Azul e Unaí.

Os serviços de construção de três unidades estão interrompidos devido à desistência formalizada das empreiteiras vencedoras das licitações. A Universidade desenvolve ações para liberação de recursos, visando a realização de novos processos licitatórios e a conclusão dos prédios.

O encontro com o vice-presidente Hamilton Mourão contou com a participação do pró-reitor de Planejamento, Gestão e Finanças da Unimontes, professor Aloysio Vieira, do chefe de gabinete Allysson Danilo Dantas e do assessor de assuntos estratégicos da Reitoria, Otávio Braga.

___________

Ascom: Unimontes

Comentários

Mais do Educadora FM