Diversos eventos online marcam as comemorações pelo aniversário de 41 anos do Centro Cultural

No dia 22 de maio de 1979 o Centro Cultural Hermes de Paula foi oficialmente inaugurado. Desse dia em diante, o local firmou-se como um dos mais importantes fomentadores e divulgadores da cultura, da arte e do folclore montes-clarense e norte-mineiro. De 1979 pra cá, o mundo mudou bastante, mas a relevância do Centro Cultural só cresceu. Em 2020, o mundo mudou ainda mais radicalmente, tanto que se tornou impensável uma comemoração tradicional para celebrar o aniversário de 41 anos do espaço, completados na última sexta-feira, no meio da pandemia.

No entanto, a arte e a cultura sempre encontram meios de se expressar, e por isso eventos online estão sendo realizados para marcar o aniversário do Centro Cultural sem provocar aglomerações físicas, mas conseguindo juntar muita gente no ambiente virtual.

Como parte das comemorações, Aroldo Pereira, poeta, ator e coordenador da Biblioteca do Centro Cultural, apresentou nesta quarta-feira, 27, um misto de recital poético e performance de rocks autorais, refletindo sobre o momento de pandemia. A apresentação, com o título “O Poeta é a Mãe”, foi transmitida ao vivo pelo perfil oficial da comunidade Baanko no Instagram, e arrecadou doações para famílias necessitadas não só do Brasil, mas também de Portugal, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau e Angola.

No sábado,  30, as comemorações continuam, com Aroldo Pereira fazendo uma live com o arquiteto e amante das artes Bernardo José, a partir das 20 horas, com transmissão pelo Facebook (https://www.facebook.com/jose.bernardo.1656).

No domingo, 31, às 21 horas, será realizada mais uma live, dessa vez entre Aroldo Pereira e o escritor, editor e professor da Unimontes Anelito de Oliveira. A live será transmitida no Instagram de Anelito (https://www.instagram.com/anelitodeoliveira/), dentro do projeto Quarentena Afro-brasileira – Diário Negro.

__________________
Texto: ASCOM

Comentários

Mais do Educadora FM