Vereadores cobram melhorias no Transpecial

A Comissão de Serviço Público Municipal da Câmara de Vereadores de Montes Claros promoveu nesta quarta-feira (18/11), audiência pública para procurar soluções em relação ao serviço do Transpecial. Atualmente são dez ônibus que oferecem o transporte para pelo menos 600 pessoas com algum tipo de necessidade especial

A audiência foi um pedido do Vereador Valcir da Ademoc (PTB), autor da lei do Transpecial, que solicitou aumento na frota de veículos, uma vez que o número de usuários cresceu, desde o início do serviço, no ano de 2006. Outra reclamação do parlamentar e também do público que esteve presente foi em relação ao mal atendimento realizado pela equipe da MCTrans, principalmente do setor responsável pela gratuidade.

“O Transpecial oferece o transporte de passageiros com deficiência para consultas médicas, faculdade e também para resolver outras necessidades. Contudo, os atrasos são constantes e há reclamação de veículos quebrados, sem estrutura adequada para transportar os usuários. Além disso, as pessoas estão tendo dificuldade de conseguir a gratuidade”, denunciou Valcir.

O Vereador Rodrigo Cadeirante (Rede), presidente da  Comissão de Serviço Público Municipal, destacou que a Câmara está do lado dos usuários, como exemplo, barrando o decreto que limita o número de passagens diárias às pessoas com necessidade especial.

Segundo o advogado da Ademoc, Marcel Raoni, de 2008 a 2009 quase não existia demanda no setor jurídico. Atualmente são de 20 a 30 pessoas que procuram o setor semanalmente na Ademoc – 55% são queixas envolvendo ao Transpecial e setor de gratuidade. O promotor de Justiça, Felipe Caires, cobrou da Prefeitura de Montes Claros melhor fiscalização dos contratos executados pelo município.

O presidente da MCTrans, José Wilson Guimarães, confirmou os atrasos e justificou que isso acontece devido as condições do trânsito e a grande demanda que existe para poucos veículos existes. “Ao todo são 4.800 pessoas que afirmam precisar do transporte, mas não possui cadastro  no setor de gratuidade – muitas nem precisam do serviço. Vamos fazer um recadastramento de todos, assim vamos saber a real demanda e oferecer o serviço melhor para todos”, ressaltou o presidente.

O presidente da Coordenadoria de Apoio e Assistência à Pessoa com Deficiência (CAAD), Marcus Antônio Lopes, solicitou o Transpecial fora dos dias úteis, como fins de semana e feriado e um profissional para ajudar os motoristas, pois os mesmos além de conduzir os veículos têm que ajudar os passageiros a embarcar. Outro pedido do presidente foi o funcionamento do setor de gratuidade durante todo dia e não apenas pela manhã.

O representante da empresa MocBus que presta o serviço do transporte coletivo urbano em Montes Claros, Vitor Marcondes, concordou com todos posicionamentos e afirmou que a frota do Transpecial terá mais cinco veículos (novos modelos) que oferecerão conforto aos usuários.

 

Ascom}: Câmara Municipal

Comentários

Mais do Educadora FM