Boas práticas: Incubadora da Unimontes conquista premiação nacional

Representando a região sudeste, projeto da Universidade destaca ativação do ecossistema (local ou nacional) em torno do tema negócios de impacto

A Incubadora de Empresa de Base Tecnológica (Inemontes) da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes)  é uma das vencedoras do concurso da  chamada de boas práticas em incubação e aceleração de impacto do Instituto de Cidadania Empresarial (ICE) e da  Associação Nacional de Entidades Promotoras  de Empreendimentos Inovadores (Anprotec). A Inemontes foi premiada com  a proposta “Boa prática – para além dos muros da Universidade: Inemontes e a Caravana Cerrado Empreendedor”.

O trabalho foi classificado em segundo lugar na categoria “Ativação do ecossistema (local ou nacional) em torno do tema negócios de impacto da chamada de Boas Práticas em Incubação e Aceleração de Impacto”.  A proposta foi elaborada pela diretora executiva da Inemontes e coordenadora de Inovação Tecnológica da Pró-Reitoria de Pesquisa da Unimontes, professora Sara Gonçalves Antunes de Souza, pelos professores Dario Alves de Oliveira, Sidinéia Maria de Souza e  Igor Veloso Colares Batista, atuantes na incubadora.

Participaram ainda os alunos de  pós-graduação Stricto Sensu (mestrados) da Unimontes Ailana Fernanda Silva, do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Econômico e Estratégia Empresarial (PPDEE), Débora Clemente Spyer e Victor Mateus Petrone Freitas, do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia  (PPGB).

PREMIAÇÃO

A Inemontes foi contemplada com R$ 1,5 mil em dinheiro. A classificação garante a um dos integrantes da equipe uma viagem à Inglaterra, no período de 9 a 14 de dezembro, a fim de conhecer o ecossistema de investimento e negócios de impacto do país. Além disso, o trabalho premiado vai resultar em artigo a ser publicado em revista internacional.

A professora Sara Gonçalves salienta que o prêmio é um reconhecimento a uma nova área de atuação da Inemontes, iniciada em 2018. “Foi um momento especial. Percebemos o grande potencial de atuar com negócios de impacto, especialmente, no Norte de Minas. Começamos a desenvolver atividades que visam apoiar esses negócios em duas vertentes: “Social Star”, que apoia os negócios sediados em Montes Claros e a “Caravana Cerrado Empreendedor” quando o apoio é direcionado ao público de outras cidades”, descreve.

A ‘caravana’ permitiu a ampliação do trabalho da incubadora, indo ao encontro das necessidades de agentes que precisam de apoio para os negócios de impacto socioambiental. “Nosso trabalho foi apoiar iniciativas que envolvem agricultores familiares, pequenos negócios que geram renda e podem contribuir para a redução do êxodo dos jovens para os grandes centros, permitindo que as tradições locais sejam mantidas”, comenta.

“A premiação foi muito relevante para a  universidade, ao destacar o trabalho que está sendo desenvolvido pela Inemontes em relação ao empreendedorismo e à inovação”, comenta a coordenadora de Inovação e diretora executiva da incubadora, que salienta que a premiação trará vários resultados positivos para a Universidade, como “um artigo internacional que dará visibilidade às nossas ações”, acrescenta a diretora executiva da Inemontes. O recurso nos ajudará a desenvolver atividades com os incubados, já que não possuímos orçamento próprio, e a viagem com a visita aos espaços de incubação em Londres servirá de fonte de inspiração para novas práticas e ações dentro da Inemontes, bem como servirá para ampliar a rede de contatos e, quem sabe, futuras parcerias”, assegura a professora Sara Gonçalves.

Representando a Inemontes, a professora Sara Gonçalves viaja nesta sexta-feira (6) para a Inglaterra, quando conhecerá o ecossistema de investimento e negócios de impacto do país.

Ascom : Unimontes

Comentários

Mais do Educadora FM