Prefeitura utiliza drone para vistoriar projetos financiados pelo FAMMA

A Prefeitura de Montes Claros, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, irá vistoriar, nesta semana, a construção de 40 barraginhas na comunidade de Lavaginha e adjacências. As obras estão sendo feitas com recursos do Chamamento Público 01/2019 do Conselho Municipal de Defesa e Conservação do Meio Ambiente (CODEMA), oriundos do Fundo Municipal de Meio Ambiente (FAMMA).

Esse é apenas um dos 23 projetos rurais e urbanos que estão sendo financiados pelo FAMMA. Na zona rural, seis dos 18 projetos foram concluídos, e os outros estão em andamento. Os cinco da área urbana ainda estão sendo desenvolvidos. Toda a fiscalização das atividades está sendo feita in loco, com auxílio de drone adquirido pela Prefeitura. O equipamento é controlado pelo servidor Jucélio Izidoro, que participou de cursos especilaizados de capacitação para bem operá-lo.

Foram liberados R$ 480 mil, recursos provenientes do FAMMA. Cada projeto foi beneficiado, em média, com cerca de R$ 20 mil, recursos que serão aplicados em ações de preservação, conservação e revitalização do Meio Ambiente, educação ambiental, e sustentabilidade. 

Foram R$ 300 mil a mais do que na primeira edição, quando foram liberados R$ 180 mil, beneficiando 600 famílias. A previsão é que mais de 2 mil famílias sejam atendidas, direta e indiretamente. O secretário municipal de Meio Ambiente, Paulo Ribeiro, está otimista com o bom andamento dos trabalhos. Frisa que, em breve, será feito outro chamamento público para o cercamento de nascentes. Ele reforçou que os projetos visam revitalizar a Natureza. O secretário alerta as lideranças sobre a importância de agirem corretamente, dentro das diretrizes e normas delineadas pelo Chamamento, a fim de que as ações sejam transparentes e eficazes.

Confira os beneficiados: Associação de Pequenos Produtores Rurais Unidos pela Agricultura Familiar (ASPRUNAF); Associação de Pequenos Produtores de Barranco e Vargem de Baixo; Associação dos Pequenos Produtores e Trabalhadores Rurais da Região de Borá; Associação de Moradores, Amigos e Produtores Rurais de Buriti Seco; Conselho da Comunidade na Execução Penal da Comarca de Montes Claros; Conselho Comunitário de Furadinho; Associação de Moradores do Bairro Guarujá; Instituição Social de Amor Cristão (ISAC); Associação de Moradores da Comunidade de Lavaginha; Associação Comunitária de Abóboras, Pinheiros e Três Marias; Associação de Pequenos Produtores Rurais de Santa Cruz; Associação Comunitária de Vaca Morta; Legião de Assistência Recuperadora; Instituto de Assistência à Criança e ao Adolescente Village Ativo; Associação de Amigos e Trabalhadores da Região de Mandacaru; Associação de Moradores de Serra Verde; Associação Comunitária Rural de Pederneiras e Adjacências; Associação de Mulheres Trabalhadoras de Pedra Preta; Associação de Pequenos Produtores e Trabalhadores Rurais de Riacho Fundo, Morro do Chapéu e Adjacências; Associação Comunitária de Varginha da Onça; Instituto de Desenvolvimento Humano Qualificar; Associação de Pequenos Produtores Rurais na Comunidade de Salto; e Associação de Amigos e Moradores da Comunidade de Santa Rita de Cássia e Adjacências.


Texto: Pedro Neto // 
Fotos: Pedro Neto e Jucélio Izidoro

Comentários

Mais do Educadora FM