Montes Claros sobe 11 posições em ranking da revista Exame

Pelo terceiro ano consecutivo, Montes Claros se destaca entre as melhores cidades do país para se fazer negócios e sobe 11 posições no ranking de Desenvolvimento Social, em comparação com o ano passado. O estudo “Melhores Cidades para Fazer Negócios” é realizado anualmente pela Urban Systems e encomendado pela Revista Exame. 

O estudo analisa o potencial de desenvolvimento econômico das cidades e indica aquelas que são melhores para se investir, utilizando como base quatro indicadores: Desenvolvimento Econômico, Capital Humano, Infraestrutura e Desenvolvimento Social. Nesse último indicador, Montes Claros ocupa a 69ª posição no Brasil. No Estado, a cidade está entre as oito melhores. O ranking de Desenvolvimento Social mede o impacto exercido pelo desenvolvimento de negócios sobre a população local, utilizando como base os dados referentes a “Crescimento da Renda Média dos Trabalhadores”, “Índice de Desenvolvimento Humano”, “Taxa de Alfabetização”, “Índice de Coleta e Tratamento de Esgoto”, “Homicídios por Arma de Fogo”, entre outros.

Em 2017, a cidade ocupava a 92ª posição no mesmo ranking, mostrando que, nos últimos três anos, o seu desenvolvimento humano vem aumentando, em grande parte devido às ações realizadas pela Prefeitura para fomentar e aproveitar as potencialidades econômicas da maior cidade do Norte de Minas, sem esquecer do bem-estar da população.

Edilson Torquato, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, avalia que o crescimento no ranking mostra que “a Administração recolocou a cidade de volta aos trilhos do desenvolvimento, com a ampliação de novos serviços e atração de novas indústrias e empreendimentos que irão beneficiar a população, com diversas ações integradas para facilitar e agilizar os trâmites dos processos na estrutura administrativa municipal, atendendo determinação do prefeito”.

Texto: Rubens Santana /// Fotos: Fábio Marçal

Comentários

Mais do Educadora FM

Lei Cultural Aldir Blanc

A Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc estabelece um conjunto de ações para garantir uma renda emergencial para trabalhadores da Cultura e manutenção dos espaços

Ler Mais