IEF foi o homenageado na categoria Órgão Público

Devido às ações em defesa da Natureza em Minas Gerais e da importante parceria que tem com a Secretaria de Meio Ambiente de Montes Claros, a Prefeitura, através do Conselho Municipal de Conservação e Defesa do Meio Ambiente (CODEMA), condecorou o Instituto Estadual de Florestas (IEF) com o Prêmio Mérito Ambiental Ivo das Chagas, na categoria Órgão Público. A solenidade foi realizada na noite de 19 de setembro, no auditório da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

O Instituto foi criado em 1962, com o objetivo de promover a educação ambiental, visando a compreensão, pela sociedade, da importância das florestas. Atua no desenvolvimento e na execução das políticas florestais, de pesca, de recursos naturais renováveis e de biodiversidade.

Atualmente, são suas responsabilidades legais: coordenar, orientar, desenvolver, promover e supervisionar a execução de ações e pesquisas relativas à manutenção do equilíbrio ecológico e à proteção da biodiversidade, bem como fazer o mapeamento, o inventário e o monitoramento da cobertura vegetal e das faunas silvestre e aquática; a elaboração da lista atualizada de espécies ameaçadas de extinção no Estado; a recomposição da cobertura vegetal natural; a recuperação de áreas degradadas; e a restauração dos ecossistemas naturais, terrestres e aquáticos.

Também fomenta, apoia, incentiva articula, com instituições afins, o florestamento e o reflorestamento com finalidade múltipla, bem como desenvolve ações que favorecem o suprimento de matéria-prima de origem vegetal, mediante assistência técnica, prestação de serviços, produção, distribuição e alienação de mudas. A supervisora regional, Margarete Caires, representou o IEF e recebeu o prêmio das mãos das mãos do secretário municipal de Meio Ambiente, Paulo Ribeiro.

PRÊMIO – A homenagem é oferecida anualmente a empresas e ambientalistas que se destacaram na defesa e preservação do Meio Ambiente. A solenidade contou com as presenças de vereadores, deputados, representantes do Ministério Público e outras lideranças políticas e comunitárias de Montes Claros e do Norte de Minas. Os outros escolhidos foram: José Simael Ferreira (Categoria Produtor Rural); Departamento Geral de Biologia da Universidade Estadual de Montes Claros – Unimontes (Categoria Educação); Rede Albatroz (Categoria Comércio); Maria Cecília (Categoria Imprensa) e a Casa de Acolhimento Amor e Vida (Categoria Terceiro Setor). O prefeito de Montes Claros, Humberto Souto, foi o escolhido na categoria Ambientalista.

IVO DAS CHAGAS – O nome do prêmio é uma homenagem ao professor Ivo das Chagas, que faleceu recentemente. Ele foi um dos maiores estudiosos sobre cerrado no Brasil, com trabalhos de referência mundial sobre geografia tropical, ecologia vegetal, cartografia, metodologia e pesquisa, e organização do espaço. Era conhecido no Norte de Minas como o “Pai do Cerrado”, já que sempre o defendeu ardorosamente.

Texto e fotos: Pedro Neto

Comentários

Mais do Educadora FM