Prefeitura de Montes Claros e Ministério Público Estadual firmam parceria com a UFMG

O “Jardim para Borboletas”, programa da Prefeitura de Montes Claros executado em parceria com o Ministério Público Estadual e a iniciativa privada, firmou, na manhã desta sexta-feira, 20, uma parceria com Instituto de Ciências Agrárias (ICA) da Universidade Federal de Minas Gerais/Campus Montes Claros, para realizações de cursos e oficinas de jardinagem e paisagismo voltados para as pessoas em situação de rua responsáveis pelos jardins que homenageiam mulheres que atuaram e atuam em prol da sociedade. Os cursos também beneficiarão os reeducandos do sistema prisional e servidores da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.
De acordo com a professora do ICA/UFMG, Elka Fabiana Aparecida Almeida, o curso prevê aulas teóricas e práticas, com orientações sobre o manejo do solo e das plantas que mais se adaptam em nossa região. Ela reforça que o objetivo é capacitar essas pessoas para que possam deixar a cidade cada vez mais bela. O promotor Paulo César Vicente Lima, idealizador do programa, se mostrou entusiasmado com a parceria, alegando que o apoio de especialistas deixará ainda mais bonitos os jardins. O secretário municipal de Meio Ambiente, Paulo Ribeiro, parabenizou esta parceria com o ICA/UFMG e disponibilizou a estrutura da Secretaria para a realização dos cursos e oficinas.
O programa “Jardim para Borbolestas” cria jardins com esculturas gigantes de borboletas nos espaços públicos da cidade. As esculturas são feitas com material reciclado e confeccionadas pelo artista plástico Gu Ferreira com o auxílio de reeducandos do Sistema Prisional. Os jardins, que homenageiam mulherem que atuaram ou atuam em prol da sociedade montes-clarense, são cuidados por pessoas em situação de rua, que recebem um salário mínimo por mês. O primeiro Jardim para Borboletas foi instalado na praça da Rodoviária, em homenagem à promotora de justiça Ana Eloísa Marcondes da Silveira. O segundo jardim fica no cruzamento das avenidas Mestra Fininha e Deputado Esteves Rodrigues, em homenagem à enfermeira Antônia Colares, a popular Tonha da Santa Casa. O terceiro, no Trevo da Sion, no cruzamento das avenidas Dulce Sarmento com Deputado Plínio Ribeiro, homenageou a doméstica Maria da Conceição Silva, “Custodinha”. O quarto jardim, instalado na Praça da Rosa Mística, bairro São Luiz, foi em homenagem à educadora Marina Lorenzo Fernândez. O quinto, no cruzamento das avenidas Deputado Esteves Rodrigues e Sidney Chaves, homenageou Joana Maria Juliana Wandekeybus, popularmente conhecida como Irmã Veerle. E o sexto, no bairro Todos os Santos, em praça que fica nos fundos do campo do Cassimiro, foi em homenagem à educadora Yara Souto.
Texto: Luís Carlos Gusmão /// /Fotos: Luís Carlos Gusmão e Lucas Viggiani

Comentários

Mais do Educadora FM