Operação SOB CONTROLE coíbe a venda de antibióticos e medicamentos controlados sem receita médica

 

A Gerência de Vigilância Sanitária, órgão vinculado à Prefeitura de Montes Claros, realizou entre os dias 23 e 26 de agosto a primeira fase da operação SOB CONTROLE. A iniciativa teve como objetivo coibir o comércio de medicamentos controlados e antibióticos sem receita médica. Na ocasião, foram realizadas inspeções em seis drogarias, incluindo integrantes de grandes redes e estabelecimentos de menor porte, em importantes regiões da cidade, como o Santos Reis, Maracanã e Delfino Magalhães.

Durante a operação foram encontradas irregularidades em quatro dos seis estabelecimentos vistoriados. As não conformidades foram referentes à ausência de nota fiscal, atraso na escrituração dos medicamentos no Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados (SNGPC), ausência de prescrições médicas comprovando a dispensação dos produtos e divergências entre as quantidades constantes nos sistemas de gerenciamento de estoque físico das drogarias.

A operação teve como desfecho uma empresa advertida e três autuadas, que responderão processo administrativo (podendo sofrer sanções como multa e interdição), além de terem a atividade de comércio de medicamentos antibióticos e controlados suspensa.

As inspeções continuarão até que todos os estabelecimentos do município sejam vistoriados. Segundo o farmacêutico e Autoridade Sanitária, Luís Paulo Ruas, é necessário que a população se sensibilize para os riscos envolvidos no uso irracional destas categorias de medicamentos, que podem causar resistência microbiana (no caso de antibióticos) e dependência química (no caso dos medicamentos controlados).

Texto:Hélder Maurício

Comentários

Mais do Educadora FM